Foz do Iguaçu turismo que promove + visitas internacionais no país!

Consultar

Foz do Iguaçu turismo internacional:

Quem vive na cidade sabe o elevado número de visitantes Foz do Iguaçu turismo já promoveu! Entre esse número de turistas, foi confirmado que, pelo menos, metade eram estrangeiros!

Para se ter uma ideia o Parque Nacional Iguaçu, regente das Cataratas do Iguaçu, registrou mais de 2 milhões de visitantes no ano de 2019, estima-se que pelo menos 1 milhão (50%) desse número tenham sido feitos por pessoas de outras nacionalidades pelo mundo.

O turismo em Foz do Iguaçu, é tão importante para o Brasil que o próprio diretor da Confederação Nacional de Turismo (CNTur) e vice-presidente de relações institucionais da Federação do Turismo do Paraná (Feturismo), o empresário Fábio Aguayo, assumiu que a atividade da região é de relevância até mesmo para América do Sul.

Em sua visão otimista para cidade, Aguayo citou: “A expectativa é que a retomada da economia tenha início já nesta data, em 10 de junho” (Frase dita em sua entrevista com José Wille, na rádio BandNews – Curitiba).

A maioria dos turistas de Foz do Iguaçu:

Segundo Fábio Aguayo, a persona desses turistas que mais veio para Terra das Cataratas, foram pessoas na faixa etária acima dos 60 anos, aposentados e vindo realizar sua viagem em Foz do Iguaçu.

Claro que pessoas mais jovens e crianças também viajaram para Foz, mas para os números de quem compôs a maioria, por terem mais poder aquisitivo, foram de viajantes com idade mais avançada.

Turismo nacional:

Cataratas do Iguaçu - Foz do Iguaçu turismo
Cataratas do Iguaçu – Imagem cedida pelo atrativo

Como sabemos, a pandemia do coronavírus impossibilitou atualmente o turismo internacional de funcionar como normalmente agia em qualquer região do planeta.

Nessa retomada da economia e das atividades turísticas, essas pessoas que formavam a maioria dos visitantes farão falta, por isso, é vital encaminharmos novos focos na cidade.

Muitos especialistas na aérea e inclusive o representante da CNTur e Feturismo, Fábio Aguayo, nos lembrou de explorar mais ainda o turismo nacional!

Foz do Iguaçu está ainda hoje com seu comércio local aberto, suas redes de hospedagem e hotelaria funcionando e outros estabelecimentos como rodoviárias e transportes públicos abertos, mas todos com normas de segurança sanitária e demais regras de funcionamento.

No entanto, as fronteiras com o Paraguai e a Argentina permanecem fechadas, o que impossibilita o turismo pela Tríplice Fronteira completa.

Isso trouxe uma volta para os turistas nacionais, uma vez que as regiões de São Paulo, Mato Grosso do Sul, cidades do Paraná e a própria Foz do Iguaçu, correspondem uma parcela significativa para o turismo do sul do país.

Cuidados para volta de Foz do Iguaçu:

Em todo momento, Foz do Iguaçu e sua parte administrativa, está focada em reabrir aos poucos os comércios e estabelecimentos, protegendo toda população local e seus novos visitantes.

Seguindo as normas da OMS e o Termo de Responsabilidade Sanitária a cidade vem dando os primeiros passos para retomada gradual. Aos poucos tudo foi reabrindo, como shoppings, restaurantes, hotéis e etc. Não demorará, segundo as primeiras previsões, para os atrativos voltarem a abrir as portas.

Mulher de mascará - Foz do Iguaçu turismo
Prevenção e cuidados na cidade – Créditos: Pixabay

Fábio Aguayo, mostrou em números porque a atividade turística é importante financeiramente para o Brasil: “É uma renda muito grande do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado. Acredito que de 7% a 8% vem do turismo. Não temos dúvida que a metade disto é oriunda de Foz do Iguaçu”, revelou o empresário.

“Então, você vê a força dessa região e é o que precisamos aprender como vai ser daqui para frente” terminou, com ênfase a nossa região Aguayo.

Foz do Iguaçu Turismo: Uma visão do futuro!

O Secretário de Turismo, Indústria, Comércio de Projetos Estratégicos de Foz do Iguaçu, Gilmar Piolla, também expressou em sua rede social (Facebook) os planos, que estão sendo debatidos para o futuro de Foz do Iguaçu turismo nacional e internacional:

Nosso foco prioritário será o turismo regional e rodoviário, sobretudo aquele em que as pessoas viajam com o seu próprio veículo. A seguir, buscaremos o turista nacional, dos países vizinhos e da América do Sul. Na sequência, o turismo de eventos. E, por fim, os turistas estrangeiros das demais nacionalidades e de todos os continentes.

Com o seu dinamismo econômico, por englobar um conjunto de mais de 50 atividades produtivas interligadas, o turismo tem uma capacidade incrível de superação, de autorregenerar-se. Mais do que qualquer outro setor da nossa economia.

Afinal, viajar está no DNA do ser humano. A curiosidade, a exploração, a descoberta. Viajar é viver o verdadeiro sentido da liberdade. Sonhos só foram adiados e serão retomados quando isso tudo passar.
Juntos, com o apoio de todos e com a governança da Gestão Integrada do Turismo, vamos superar essa crise.
”(Gilmar Piolla – Via Facebook).

Como foi explicado por Piolla nesses trechos, os planos para cidade no momento é o foco nas atividades nacionais para promover nosso turismo. Logo em seguida, serão nossas fronteiras e outros países vizinhos.
Após toda fase mais crítica da pandemia passar, vamos voltar para o turismo internacional, recebendo pessoas do mundo inteiro, com segurança e tranquilidade, promovendo empregos, renda e economia na região.

Avião da Gol - Foz do Iguaçu turismo
Avião da Gol decolando – Créditos: Pixabay

Mudanças na cidade e melhor infraestrutura no aeroporto:

No começo desse ano, obras no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu foram realizadas, para melhorar a transição dos novos passageiros, ouve mudanças na aérea de check-in, nova sala de embarque, aumento dos espaços destinas às áreas comerciais, novos banheiros, 4 novos fingers (pontes de embarque), escadas rolantes e carrosséis de bagagens.

Por fim, a velha capacidade do Aeroporto de Foz do Iguaçu de 2,6 milhões, passou para 5 milhões de passageiros por ano. Os gastos da obra foram cerca de 53,9 milhões de reais e teve 80% do seu financiamento vindo da Itaipu Binacional e o restante (20%) da Infraero.

Novas obras de ampliamento da pista de decolagem e pouso foram determinadas, com 2.195 m totais, a pista vai ganhar mais 605 metros, ficando assim com 2,8 mil metros, no fim das obras.

Voos retornam na Terra das Cataratas:

Em Foz do Iguaçu turismo, Companhias aéreas como a Gol já definiram retorno de seus voos domésticos (nacionais) em 24 de maio desse ano. A Azul Linhas Aéreas foi a primeira em retornar as atividades, em 4 de maio de 2020!

Enquanto isso a Latam planeja voltar seus voos em Foz, a partir de junho!

Fato interessante:

Apenas em 2019, o Aeroporto Internacional de Foz do iguaçu, registrou cerca de 2,27 milhões de passageiros e 21,11 mil aeronaves (partidas e chegadas) tanto em voos internacionais quanto nacionais

Cataratas Argentinas - Foz do Iguaçu turismo
Cataratas Argentinas – Imagem cedida pelo atrativo

Conclusão: Foz do Iguaçu turismo internacional!

Como vimos nessa matéria sobre Foz do Iguaçu turismo, nossa região é uma das que mais promoveram a atividade turística internacional no Brasil!

Acreditamos que em breve, poderemos retomar com mais força e dinâmica para uma cidade que visa evoluir, com novas obras e ampliamentos, promovendo empregos e economia para todos os profissionais da região.

Super dica: Faça compra de seus ingresso e transporte com a Combo Iguassu!

Sendo uma agência de turismo em Foz do Iguaçu, a Combo Iguassu está pronta para oferecer um transporte seguro e confortável para você e toda sua família!

Quem já viajou com a Combo: Juro Valendo – Via Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *