Guia da Tríplice Fronteira: Os animais de Foz do Iguaçu!

Consultar

Já está planejando conhecer a Tríplice Fronteira? Então você vai achar muito interessante saber quais animais de Foz do Iguaçu, você possivelmente verá na sua viagem!

Confira com a Combo Iguassu, como tornar sua experiencia completa na Terra das Cataratas, com esse rápido Guia da Tríplice Fronteira!

Passeios em Foz do Iguaçu: Riquezas naturais!

Você sabia que alguns atrativos de Foz do Iguaçu são voltados para turismo mais sustentável, que não comprometa a vida selvagem e biológica do local?

Como sabemos a Mata Atlântica é a vegetação regional mais predominante, ela é um dos biomas mais diversificados em espécies do mundo, o que gera uma boa riqueza em flora e fauna regional.

Mata Atlântica – Reprodução Pixabay

Além de servir de abrigo, ou mais apropriadamente “casa” para esses variados animais, a Mata Atlântica representa uma fonte de água para 60% da nossa população nacional, graças a ela, temos controle de clima, proteção de encostas e realização de diversas pesquisas ambientais.

Só nos Parque Nacional do Iguaçu e Parque Nacional do Iguazú (Argentina) existem 244 mil hectares de Mata Atlântica preservadas, nessa região existem no total 120 especieis de mamíferos, 550 espécies de aves, 79 de repteis, 55 de anfíbios, 635 de borboletas e 250 espécies de árvores, segundo os dados do Guia de Fauna do Parque Nacional do Iguaçu (2014).

Com tanto hectares, você deve estar pensando que a Mata Atlântica deve ser gigantesca, não é mesmo?

Vitória-régia – Fauna e Flora da Tríplice Fronteira

Mas não, hoje em dia restam pouquíssimo do que existiu da Mata Atlântica, como no Guia de Fauna que mencionei, o dado de 2014 aponta que existam apenas 11,7% da mata original no Brasil, mas outros sites famosos apontam que existam somente 8% de mata original nos dias de hoje!

Esses dados preocupantes, felizmente são mais tratados na Terra das Cataratas, uma vez que possuímos empresas responsáveis como do Parque Nacional do Iguaçu (Responsável por administrar o turismo das Cataratas do Iguaçu), Parque das Aves que fazem a proteção das regiões restantes da Mata Atlântica na região!

Quais os animais de Foz do Iguaçu?

Capivaras – Fauna e Flora da Tríplice Fronteira

Existem muitos animais em Foz do Iguaçu, mas nesse Guia da Tríplice Fronteira, deixarei aqueles principais que você vai reconhecer muitas vezes estampados nos diversos objetos das lojinhas de souvenirs e claro, nos atrativos da nossa região!

Mamíferos:

Os mamíferos são as especieis mais encontradas na fauna de Foz do Iguaçu, seu porte pode ser pequeno ou médio variando do animal, eles são fáceis de se se visualizar, alguns fofinhos como os quatis, você vai simplesmente “dar de cara” por aqui, mas não se preocupe com isso, você provavelmente vai ama-los.

Onça-Pintada (Jaguar):

Sim, um dos animais mais característicos da região é sem sombras de dúvidas as Onças-Pintadas, que na minha percepção são animais lindos, selvagens e misteriosos.

Onça-Pintada – Fauna e Flora da Tríplice Fronteira

Elas podem pesar de 61 até 158 kg, sua alimentação é obviamente carnívora, dando foco a tatus, capivaras, catetos, veados, macacos, quatis, peixes e até mesmo jacarés.

Solitárias, noturnas e terrestres, onde também conseguem escalar árvores e nadar otimamente.

No Refúgio Biológico da Itaipu Binacional, você encontra um lugar de preservação e procriação da espécie, além de que lá existem outros animais resgatados.

Dentro da Mata Atlântica, região aos cuidados do Parque Nacional do Iguaçu, existem onças obviamente. Mas não se preocupe, o Parque é extremamente responsável em cuidar desses animais e de sua segurança, além de que, a chance de vê-las se quer de longe é bem baixa.

Outro lugar, próximo ao Hotel Tarobá, que você pode encontrar as onças-pintadas é no Zoológico Bosque Guarani!

(+Mais) Animais de Foz do Iguaçu:

Gato do Mato – Reprodução Pixabay

Outros felinos da fauna de Foz do Iguaçu são a Onça-Parda e Gato-do-Mato-Pequeno!

>> Consulte os valores de ingresso e transporte para esses passeios com a Combo Iguassu <<

Quati:

Os quatis gostam de andar acompanhados, geralmente pertencem a bandos de 30 ou menos animais, com fêmeas adultas e machos e fêmeas juvenis. Machos adultos são maiores e andam sozinhos.

Eles pesam de 3 até 7,2 kg, e comem insetos, frutos, raízes, lesmas, minhocas, ovos, lagartos, pequenos roedores, aves, rejeitos humanos e etc.

Quatis – Fauna e Flora da Tríplice Fronteira

Nas Cataratas do Iguaçu é muito comum ver os arteiros quatis, eles são bonitinhos e rápidos, mas não se engane com a fofura desse animal, você não deve tocá-los ou os dar comida!

Como é pela norma do Parque, alimentar os quatis é proibido!

Por isso, seja cauteloso com seus pertences e principalmente com comida, eles pegam o que acham no chão, evite jogar lixo no chão! Além de ser uma prática horrível contra natureza, o alimento pode fazer mal aos animais.

>> Consulte os valores de ingresso e transporte para esses passeios com a Combo Iguassu <<

(+Mais) Animais de Foz do Iguaçu:

Caxinguelê – Reprodução Pixabay

Outros animais fofinhos da fauna local, são a Irara (Papa Mel), Caxinguelê (Serelepe) que mais parece com um esquilo e o Coendú (Ouriço-Cachoeiro) vivem em nosso bioma da região.

Lembrando, apesar de serem bonitinhos, eles são animais silvestres/selvagens e não bichinhos de estimação, por isso, respeite a natureza e seu habitat natural!

Macaco-Prego:

Os primatas também são bem comuns pela região, pesando em média 1,4 até 4,8 kg, os macacos nascem apenas um por vez numa gestação de 6 meses para fêmea.

Macacos-Prego – Reprodução Pixabay

Eles gostam de viver em bandos de até 40 macacos, a maioria deles come ovos, frutos, sementes, flores, insetos, brotos e etc. E claro, assim como os quatis, esses animais comem o que lhe é dado. Portanto sua alimentação pode envolver comidas humanas que eles acharem por ai.

Há algum tempo os macacos-pregos apareceram em algumas vilas em Foz, dando ênfase a essa procura por alimento. Mas isso é preocupante, uma vez que comidas inapropriadas podem fazer mal aos macacos.

Alguns desses amiguinhos primatas podem ser vistos no Zoológico Bosque Guarani!

(+Mais) Animais de Foz do Iguaçu:

Lontras – Reprodução Pixabay

É interessante mencionarmos nossas “raposas” do oeste, como poderia descrever os Cachorro-Do-Mato que vivem na vida selvagem da região, carnívoros e ovíparos praticamente, eles podem comer desde pequenos mamíferos, aves, repteis até ovos, frutas, insetos e etc.

As lontras são as frequentadoras das águas dos rios de Foz, sua alimentação se baseia em moluscos, peixes, rãs e aves. Elas gostam de manter sua rotina mais de dia, mas em regiões com intensa atividade humana, elas acabam adquirindo hábitos noturnos.

Cutia:

Cutia – Reprodução Pixabay

Semelhantes as capivaras, esse é outro animal que é bem típico na região!
Com porte médio, as cutias comem frutas, plantas e sementes. Vivendo sempre em pares, esses animais têm hábitos noturnos e gostam de ter um lugar único para dormir.

Um bom costume que elas têm é de acumularem sementes em seus territórios em épocas de baixa alimentação (escassez de recursos), isso ajuda na disseminação de espécies vegetais na região.

(+Mais) Animais de Foz do Iguaçu:

Anta – Reprodução Pixabay

Demais animais que vale a pena nossa menção aqui, são os Veados-mateiros, que aparecem nas trilhas do Parque Nacional do Iguaçu, tranquilos e solitários, esses animais comem assim como as cutias, sementes, frutas, fungos e até flores. Seus belos chifres podem chegar até 12 cm de comprimento.

A Anta também possui uma alimentação semelhante com a da cutia, sua diferença é que elas possuem focinho alongado, sua gestação é longa e têm apenas um filhote, o que infelizmente contribuiu junto a caça do animal, para sua diminuição gradual.

Aves:

As aves são diversas na Tríplice Fronteira, seus cantos são bem distintos entre si, suas características físicas e coloração é outro diferencial que denotam esse animal dos outros.

Araras:

Araras – Imagem cedida pelo Parque das Aves

Quem não sonha em vir para Terra das Cataratas e conhecer de pertinho um dos animais mais belos daqui?!

Bom as Araras são animais fascinantes e muito bonitos em minha percepção, dependendo da espécie elas podem chegar de 40 cm até 95 cm, e pesar entre

No Parque das Aves, você encontra as Araras-Vermelha onde sua alimentação se baseia em sementes e frutos, sua vida útil pode ser de até 63 anos. Já as Araras-Macao botam de 1 até 4 ovos, vivem em média 48 anos, e comem frutos, flores e sementes.

Nas Araras-Canindé a dieta é a mesma que as vermelhas, e seu tempo de vida útil é o mesmo das Macao, um fato interessante é que os pares permanecem juntos pelo resto da vida, ou seja, as aves são monogâmicas.

Araras Vermelhas – Reprodução Pixabay

Elas podem viver de forma livre na Mata Atlântica, ou em centros de preservação como o Parque das Aves, que possui um enorme viveiro para elas.

No passeio BackStage o visitante tem a oportunidade de segurar uma Arara-Canindé no pulso/braço. Em minha experiência achei muito divertido como esse passeio em Foz do Iguaçu aproxima o visitante das aves, além de que, nele tive a noção de um peso de um arara!

(+Mais) Animais de Foz do Iguaçu:

Garça Branca – Reprodução Pixabay

Outros animais belos da fauna local são o Periquitão-Maracanã que vivem em bancos no Parque Nacional, observando os visitantes e simpáticos, claro, sempre a distância.

A Garça-Branca-Grande que mede longos 90 cm e são completamente brancas, com penas delicadas e danças de acasalamento.
Para mais uma menção deixamos o Beija-Flor-de-Topete e o Beija-Flor-de-Fronte-Violeta.

Tucano Toco:

Tucano Toco – Imagem cedida pelo Parque das Aves

Com cerca de 56 cm, penas pretas e o enorme bico laranja de 20 cm, os simpáticos tucanos são outra atração indispensável de se ver no Parque das Aves.

Em seu habitat natural eles comem insetos, frutas e artrópodes, saqueando até mesmos ninhos de outras aves e consumindo seus ovos e filhotes.

O Tucano de Bico Verde, também encontrado no Parque das Aves, é um pouco menor com 48 cm de tamanho, e como diz seu nome, pelo bico verde e destacado pela cor vermelha. Mantém praticamente a mesma alimentação que o mencionado anterior, tendo mais frequência de saquear os ninhos de outros pássaros.

(+Mais) Animais de Foz do Iguaçu:

Araçari – Reprodução Pixabay

Mais alguns que chamam atenção na Tríplice Fronteira são os Araçari Castanho e o Araçari Poca, mesmos semelhantes fisicamente e por comportamento com os tucanos, eles vivem em colônias em lugares úmidos, em densas florestas e alguns locais perto dos rios.

Macuco:

Parecidas com pompinhas, com seu formato galinácea. Essas aves diurnas, gostam de viver sozinhas e só formam pares em época de reprodução. Elas comem insetos, sementes, frutos e vermes.

O interessante é que seus ovos tem uma cor peculiar, meio verde-azulada. Durante 22 dias para chocar e o nascer o filhote, o macho que é responsável pelo ovo.

Esse nome te lembrou algo? Pois bem, em Foz existe o passeio Macuco Safari, que é uma incrível aventura de trilha e viagem de barco pelo Rio Iguaçu, que forma as Cataratas do Iguaçu!

>> Consulte os valores de ingresso e transporte para esses passeios com a Combo Iguassu <<

(+Mais) Animais de Foz do Iguaçu:

Biguá – Reprodução Pixabay

Outros animais que podem ser referência dentro do Parque Nacional são a Biguatinga e a Biguá, que ficam nas margens do rio, em busca de alimento como os peixes.

O Andorinhão do Temporal é digno de menção pois ficam próximos das Cataratas, seus ninhos são perto uns dos outros e sua comida é praticamente pega no ar, uma vez que pegam insetos em seus voos.

Guaxe:

Assim como os Andorinhãos, essa ave gosta de fazer seus ninhos uns próximos dos outros, formando uma grande colônia de adultos e filhotes, chegando de 20 até 30 ninhos.

Seus ninhos, são construídos em árvores na beira do rio, como bolsas penduradas nos galhos.

(+Mais) Animais de Foz do Iguaçu:

Jacutinga – Imagem cedida pelo Parque das Aves

A Jacutinga, outro animal peculiar e interessante se encontra em luta para sobrevivência, por conta do risco de extinção pela alta caça.

Em um projeto de protegê-las, o Parque das Aves combate a extinção de diversas espécies de aves em Foz do Iguaçu!

Vale a menção aos Gralhas Picaça, Tangará, Chocão Carijó, Pica Pau de Cabeça Amarela, Juruva Verde, Martin Pescador Verde e ao Surucuá de Barriga Amarela.

Répteis:

Assim como as demais espécies mencionadas eles também são característicos da região, confira!

Jacaré do Papo Amarelo:

Jacaré – Fauna e Flora da Tríplice Fronteira

Esse Jacaré é bem comum nas regiões sul do país, sua vida pode chegar até 50 anos, seu tamanho de 1 até 1,5 m. Como seu ninho é feito perto da água, nas margens do rio, a fêmea fica de vigia sob os ovos naquela região.

Como podem imaginar, ela fica violenta e atenta, para afastar qualquer predador que possa querer se alimentar de seus ovos.

Jararaca:

As Jararacas possuem mais de 47 espécies todas peçonhentas (possuem presas e são capazes de injetar substâncias tóxicas), seu tamanho pode variar, de 50 cm até 1,5 m. Comendo ratos, lagartos, sapos e outros roedores.

Borboletas:

No Parque das Aves você pode ver além dos lindos pássaros: cobras, iguanas, jacarés e borboletas no próprio Borboletário do Parque!

As borboletas existem quase no mundo inteiro, sua variação de tamanho, cor e forma é fascinante, as regiões mais comum de seu aparecimento é em países tropicais!

Borboleta Azul – Reprodução Pixabay

Sua importância está no que elas causam no ecossistema como polonizadoras e sendo fonte de alimentação para alguns animais.

Como mencionado anteriormente, existe um Borboletário famoso no Parque das Aves, que além de monitorar a reprodução desse animal, preserva mais de 800 espécies!

>> Consulte os valores de ingresso e transporte para esses passeios com a Combo Iguassu <<

Borboleta 88:

Borboleta 88- Reprodução Pixabay

Uma das mais famosas em Foz, é a borboleta 88, chamada de Diaethria clymena que possui esse nome popular por conta do formato do desenho (manchas) de suas asas.

Bônus: O que conhecer em Foz do Iguaçu?

Atrativos mencionados nessa matéria:

Itaipu Binacional – Refúgio Biológico
Parque Nacional do Iguaçu – Cataratas do Iguaçu
Parque das Aves
Macuco Safari
Zoológico Bosque Guarani

Conclusão:

Você teve nessa matéria o conhecimento dos animais de Foz do Iguaçu e descobriu um pouquinho mais sobre eles!

Estamos esperando tempos melhores, para você e toda sua família enfim poder conhecê-los mais de perto, ou melhor a distância segura, dependo do que se tratar!

Para seu transporte e venda de ingresso conte com a Agência Combo Iguassu, que tornará melhor ainda sua experiência na cidade!

Quem já viajou conosco: Viajando com Daniela – Via Instagram.

As informações da matéria são do Guia de Fauna do Parque Nacional do Iguaçu (2014) e do Parque das Aves.

Matéria por Lauana G. Simões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *