BUSCAR
MAIS POPULARES
DICAS DE COMPRAS: O que vale a pena comprar no Paraguai?

Quais os produtos que mais valem a pena serem comprados no Paraguai e quais os que não valem?

Compras no Paraguai – Cartão, dólar ou real? Saiba qual moeda usar ao realizar suas compras.

Se vai viajar para Foz do Iguaçu e pretende fazer compras no Paraguai, você não pode deixar de conferir essas dicas

O que você não pode deixar de saber antes de visitar o Duty Free na Argentina

O Duty Free na Argentina é com certeza o paraíso das compras, mas o que deve-se saber antes de visitá-lo?

DICA DE ROTEIRO: O que fazer em 4 dias em Foz do Iguaçu

Dicas de passeios para fazer em 4 dias de viagem à Foz do Iguaçu.

Documentos para entrar na Argentina: saiba o que é aceito para entrar no país!

Pensando em viajar para a cidade argentina? Confira quais são os documentos para entrar na argentina e realizar sua viajem sem problemas!

O que vale a pena ser comprado no Paraguai? Onde fazer compras no Paraguai?

Saiba quais são os produtos que valem a pena serem comprados no Paraguai e onde comprar?

Parque Nacional Iguazú ganha mais 900 metros de trilhas nas Cataratas

29/09/15 16:11
Karen Franco

Por: g1.globo.com


O Parque Nacional Iguazú abriu aos visitantes mais 900 metros de trilhas no acesso às Cataratas. As novas passarelas do circuito superior levam até o Salto San Martin, um dos mais conhecidos das 275 quedas d’água, depois da famosa Garganta do Diabo, a mais volumosa e mais alta de todo o conjunto do atrativo dividido entre o Brasil e a Argentina.


%conteudovideo%


No lado argentino da unidade de conservação, que fica na fronteira com Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, são mais de 4 km de trilhas que passam pela mata e por cima do Rio Iguaçu. Como a maioria, as bases do novo acesso são de concreto e a estrutura é de ferro galvanizado, que não enferruja com a umidade. A obra durou um ano e custou o equivalente a sete milhões e meio de reais. A previsão é aumentar ainda mais o acesso em 2016.


O chefe do parque, o guarda-parque Omar Cañete, antecipa que no fim da passarela será construído um mirante sobre o salto San Martin, permitindo aos visitantes aproveitar melhor o cenário. A trilha tem sentido único, o que amplia a circulação e possibilita aproveitar melhor o passeio.


Desde o início do ano, já passaram pela reserva mais de 961 mil turistas e moradores da região. E, segundo a direção, cada pessoa leva de seis a oito horas para fazer todo o passeio. Com a nova passarela, a sugestão dos guias turísticos é reservar dois dias para conhecer o atrativo. Para tanto, o ingresso para o segundo dia custa a metade do preço. A entrada inteira para brasileiros custa P$ 200, o equivalente a R$ 56, e só pode ser paga na moeda argentina.


Atendimento pelo Whatsapp