Mostras com temáticas ambientais estão em exposição no Ecomuseu


Compartilhe este conteúdo com seus amigos

Mostras com temáticas ambientais estão em exposição no Ecomuseu em Foz do Iguaçu

Trabalhos poderão ser visitados até até o dia 28 de setembro

 

 

Foto: Alexandre Marchetti/Itaipu Binacional

 

 

O Ecomuseu de Itaipu inaugurou, na sexta-feira, 19,  as exposições Avis Per Francisco, com fotografias de aves da região feitas pelo ornitólogo João Batista Francisco, e Recordações da terra sem mal, do artista plástico Andrés Paredes. As duas mostras ficam disponíveis para o público até o dia 28 de setembro, de terça-feira a domingo, das 8h às 16h30.

 

Avis per Francisco é um trabalho conjunto de empregados de várias áreas de Itaipu. João Batista Francisco atua na binacional como técnico em hidrologia, mas formou-se biólogo e se dedica à ornitologia (estudo de aves) nas horas vagas. Sob a curadoria do veterinário Wanderlei de Moraes, que trabalha no Refúgio Biológico Bela Vista, serão expostas 62 fotografias de aves da região detectadas por Francisco, algumas delas bastante raras.

 

“Ao mesmo tempo em que mostra o amor de Francisco pelas aves, a exposição tem um caráter educacional e ecológico, revelando a importância dessas aves no ecossistema da região”, explica Wanderlei. Também será exibida a mesa de trabalho de Francisco, com pinturas, materiais e o caderno em que ele faz suas anotações de campo.

 

Também estão envolvidos no projeto o fotógrafo Alexandre Marchetti, da Divisão de Imprensa da Itaipu, que fez as fotos de João Batista com as aves, e Rene Diomar Fernandes, da Divisão de Ação Ambiental, que complementa a exposição com delicadas aerografias que entrelaçam as fotos e os ambientes.

 

Recordações da terra sem mal - Artista plástico argentino consagrado, com obras expostas em lugares como Dubai, no Emirados Árabes, Beirute, no Líbano, Cingapura, na Península Malaia, e na Bienal de Ushuaia, Andrés Paredes entrou no mercado brasileiro em 2014, com uma exposição no 12º Encontro do Programa Cultivando Água Boa.

 

Os seus trabalhos, uma mandala de cinco metros de diâmetro e painéis de recorte de papel em formato de cascatas (inspirados na água e na energia da região), compuseram a cenografia do espaço cultural do Encontro. Agora, Andrés traz a Foz do Iguaçu uma versão ampliada de suas criações, numa proposta de fazer um reencontro do homem com a natureza e as memórias que nos formaram.

 

Exposições: Avis per Francisco, de João Batista Francisco, e Recordações da terra sem mal, Andrés Paredes

 

Data: de 19 de junho a 28 de setembro

 

Local: Ecomuseu de Itaipu (Avenida Tancredo Neves, 6001 – Foz do Iguaçu).

Horário: terça a domingo, das 8h às 16h30

 

Preços: R$ 10 (integral) e R$ 5 (meia-entrada). Entrada gratuita para moradores de municípios lindeiros, crianças de 0 a 6 anos e pessoas com deficiência. Idosos pagam meia.

 

Mais informações:

45 2102 7715

45 9825 3897

45 9802 4701

 

 

WHATSAPP

+55 45 9152 6326

+55 45 9113 1297

 

[email protected]