GUIA COMPLETO DE VIAGEM: Veja 7 dicas imperdíveis de passeios e curiosidades sobre Foz do Iguaçu


Compartilhe este conteúdo com seus amigos

1 - Parque Nacional do Iguaçu – Cataratas do Iguaçu– Foz do Iguaçu

Visitar o Parque Nacional das Cataratas é a prioridade número um para quem chega a Foz do Iguaçu. Afinal de contas, ele abriga as famosas quedas que impressionam homens e mulheres ao longo dos tempos e é visitado por mais de 1 milhão de pessoas anualmente.

Com ótima infraestrutura, o parque possui ônibus com ar-condicionado que saem o tempo todos dos pontos, levando os turistas aos diferentes pontos.

Não deixe de fazer a trilha por dentro da floresta tropical, onde é possível ver famílias de quatis. Mas fique esperto, não deixe os animais se aproximarem demais, porque eles gostam de roubar comida e podem ferir as pessoas com suas garras e mordidas, transmitindo doenças. No mirante que há no meio da trilha, é possível fazer aquela foto de cartão postal com as Cataratas ao fundo.

O bom é iniciar o passeio bem no comecinho da manhã. No Espaço Naipi, ao fim da trilha, há o acesso às passarelas sobre as quedas, que deixam todos molhados e admirados com a impressionante vista e o barulho que a força das quedas fazem.

Quando bater aquela fome depois de tanta emoção, corra para o restaurante Porto Canoas, que fica à beira do rio Iguaçu e tem sempre um gostoso buffet com o melhor da cozinha internacional. Mas o melhor ainda está por vir.

À tarde, a dica é correr para o Macuco Safári, que fica dentro do parque e é o melhor passeio para se fazer na região, pois coloca o turista bem de frente à natureza. Além disso, tem uma impecável equipe de atendimento. Tudo começa em um carro movido à eletricidade, que percorre uma trilha pela floresta.

Um guia especializado vai explicando a flora e a fauna local durante o percurso. Terminada a parte motorizada, ele convida a todos para descerem a pé em uma nova trilha – com direito a ponte sobre riacho e cascata – até um pequeno porto à beira do rio Iguaçu.

É aí que começa a parte mais emocionante da aventura. Do lugar, saem botes que levam os turistas debaixo das Cataratas. Isso mesmo, após enfrentar as corredeiras do rio, com direitos a ondas, o piloto posiciona o bote debaixo de uma das quedas!

Todo mundo lava a alma e sente cair a água gelada sob a pele. É de perder o fôlego. Não adianta colocar capa de chuva, porque a força da água é tamanha que molha tudo mesmo assim (quem quiser pode levar roupas especiais para este passeio e se trocar no vestiário que há no porto, além de deixar os pertences que não podem se molhar em um armário). Tudo é feito com muita segurança, e todos os aventureiros precisam colocar o colete salva-vidas.

Diante das quedas, o medo inicial dá lugar ao prazer da adrenalina. Generoso, o piloto do barco faz uma segunda “imersão”, para a alegria de todos.

A equipe do passeio fotografa e filma tudo. Assim que o passeio termina, o disco com as fotos e o filme já estão disponíveis para quem quiser comprar a recordação de um momento inesquecível.

GUIA COMPLETO DE VIAGEM: Veja 7 dicas imperdíveis de passeios e curiosidades sobre Foz do Iguaçu

2 – Parque das Aves – Foz do Iguaçu

Bem de frente ao Parque Nacional do Iguaçu fica o Parque das Aves, o maior especializado neste tipo de animais na América Latina. O foco são as aves tropicais.

Durante um trajeto de cerca de um quilômetro em meio aos viveiros, o turista se depara com variadas espécies de araras, tucanos, papagaios, beija-flores e outras aves de rara beleza.

O charme do parque é que ele deixa o público bem pertinho dos passarinhos durante uma trilha de cerca de um quilômetro. É possível entrar em alguns viveiros e ficar ao lado das aves.

O grande barato do local é tentar entrar em conexão com a natureza e respeitá-la acima de tudo. Na saída, há lanchonete e uma charmosa loja repletas de souvenires do parque para levar a amigos e parentes. Vale a pena.

3 – Itaipu Binacional – Foz do Iguaçu

A Hidrelétrica de Itaipu ainda conserva o título de maior produtora de energia do mundo e ainda foi eleita uma das Sete Maravilhas da Engenharia Moderna.

Construída no rio Paraná, na divisa do Brasil com Paraguai, a usina é binacional – os dois países a administram, tendo cada qual metade de seu comando.

Há opções para uma visita panorâmica, que leva pela parte exterior da construção, e a especial, bem mais interessante, pois além de apreciar as imagens externas, o público é levado para o coração da usina, nos subterrâneos da represa.

Lá, é possível ver uma turbina em funcionamento bem de pertinho e ouvir o barulho de sua força. Independentemente do tipo de visita, todos assistem em um cinema próprio a um vídeo explicativo, que conta toda etapa de construção da obra monumental, bem como aprende como é feita produção da eletricidade pela água. Educativo e surpreendente!

4 – Não deixe de visitar o Rafain Churrascaria Show

É preciso reservar uma das noites em Foz do Iguaçu para a Rafain Churrascaria. Durante um farto jantar, servido em sistema de buffet e repleto dos mais variados tipos de comida, com o bom e velho churrasco, acontece o famoso Show Latino.

Mais de 5 milhões de pessoas já viram a apresentação que conta com cerca de 50 talentosos artistas que passeiam pelo melhor do folclore e da cultura latino-americana.

Há números de tango, samba, candombe, salsa e ritmos gaúchos. Uma verdadeira festa da qual o público participa o tempo todo, seja com aplausos ou rodopiando guardanapos com a mão ao alto.

Quem não quiser jantar, pode optar em ver o Iporã Lenda Show, localizado em um teatro ao lado da churrascaria. Nele, é além da parte folclórica latina, é contada a lenda indígena da criação das Cataratas – fruto do castigo de uma serpente a uma índia que não quis se casar com ela, preferindo o amor de um guerreiro.

Além da Rafain e do Iporã, Foz do Iguaçu não tem uma noite muito agitada, quando comparada às grandes metrópoles.

Mas, os boêmios que precisam de um pouco de agito noturno têm uma opção: ir para a avenida Jorge Schimmelpfeng, no centro, onde ficam concentrado os barzinhos da cidade, onde é possível tomar cerveja, drinks e saborear gostosas e generosas porções.

5 – Templo Budista - Foz do Iguaçu

Para os amantes da cultura e das religiões orientais, uma visita ao Templo Budista de Foz do Iguaçu é obrigatória.

Os monges não cobram nada, mas não gostam quando os turistas ultrapassam o horário de saída, às 17h. Pedem, educadamente, para que todos se retirem. Portanto, vá cedo para poder tirar fotos com calma.

O lugar é repleto de estátuas religiosas gigantes das culturas budista e hindu, espalhadas por um bem cuidado jardim. A que faz mais sucesso é a de um Buda que olha para o rio Paraná. Tente fazer sua visita o mais silenciosamente possível e atenção: só é permitido tirar fotos das estátuas da área externa. Dentro do templo, câmeras são proibidas.

6 – Parque Nacional Iguazú – Cataratas del Iguazú- Argentina

Para quem tiver tempo de sobra, vale a pena cruzar a fronteira com a Argentina e conhecer o lado Hermano das Cataratas. Afinal, a maior parte das quedas acontece no território de nossos vizinhos.

O transporte no Parque Nacional Iguazú é feito em um charmoso trenzinho que segue o trilho selva adentro. O ponto alto é a visita à Garganta do Diabo, onde está a última estação.

Após percorrer uma passarela gigante de pouco mais de um quilômetro sobre o rio Iguaçu, chega-se à beira do precipício de 80 metros de altura, pelo qual a água cai por uma extensão de 150 metros – é a maior das quedas.

É preciso se acotovelar um pouquinho para conseguir fazer uma foto com a Garganta ao fundo, mas vale a pena a persistência, porque, realmente, é a vista mais impressionante.

O parque argentino possui outras trilhas e atividades ecológicas, como um passeio que leva o turista de barco até as Cataratas semelhante ao brasileiro.

GUIA COMPLETO DE VIAGEM: Veja 7 dicas imperdíveis de passeios e curiosidades sobre Foz do Iguaçu

7 – Puerto Iguazú – Argentina.

A cidadezinha Argentina de Puerto Iguazú é bem perto de Foz do Iguaçu. Basta atravessar a ponte da fraternidade, onde cruza-se a fronteira sobre o rio (não se esqueça de levar o RG em bom estado ou o passaporte, pois o departamento de imigração da Argentina exige).

A cidade é repleta de lojas de artesanato, sorveterias e restaurantes nos quais se pode comer a gostosa parrilla argentina – o assado que é especialidade de nossos vizinhos.

Ao fim da avenida Brasil está a famosa Feirinha de Puerto Iguazú. Lá, o turista se esbalda com azeitonas gigantes em conserva, queijos deliciosos e pode comprar ainda potes do incrível doce de leite que só os argentinos sabem fazer.

Quem busca diversão noturna pode dar uma passada na megadisco Cuba Libre, que toca ritmos latinos, brasileiros e música eletrônica e se tornou ponto de encontro de jovens argentinos, brasileiros e paraguaios, além dos turistas, é claro.

Outro passeio que deve ser feito é a visita à Tríplice Fronteira – no encontro dos rios Iguaçu e Paraná. A Argentina construiu um espaço lindo, com feirinha, pracinha, monumento e uma respeitável vista para o Brasil e para o Paraguai. Para quem gosta de apostar, a cidade tem um elegante cassino e também um movimentado Dut Free Shop, onde os compradores compulsórios se esbaldam (os preços são mais caros do que os do Paraguai, mas a segurança nem se compara).

Uma dica importante: na Argentina, é melhor procurar uma casa de câmbio em Puerto Iguazú para trocar reais por pesos. As lojas aceitam a moeda brasileira, mas cobram uma taxa de cambio pior quando comparada à praticada pelas casas de câmbio.

CURIOSIDADES SOBRE FOZ DO IGUAÇU

Como chegar em Foz do Iguaçu : Tam, Gol e Azul linhas aéreas têm voos diários partindo de São Paulo (a Azul sai de Viracopos, mas oferece ônibus grátis a São Paulo) rumo a Foz do Iguaçu. O voo dura uma hora e meia; 833 km separam as duas cidades. Os preços variam muito, por isso, é sempre bom pesquisar bem antes de comprar a passagem. De ônibus, também partindo de São Paulo, as empresas Kaiowa e Pluma têm saídas diárias. A viagem dura em média 16 horas. Tanto no aeroporto quanto na rodoviária há postos de atendimento ao turista, nos quais é possível pegar grátis um mapa da cidade e folhetos sobre a cidade, curiosidades e onde ir. O Ideal assim que chegar é já ter reservado ou um taxi, ou uma agencia de turismo. A Combo Iguassu se disponibiliza a estar sempre aposta para busca-lo assim que chegar a Foz do Iguaçu.

Onde ficar em Foz do Iguaçu - Onde se hospedar em Foz do Iguaçu: Verifique um bom hotel antes de mais nada, pois como poucos imaginam, o papel de um hotel em uma viagem é muito mais que “um local para ir dormir”, ele deve ser aconchegante, perto dos locais que você quer conhecer, superar suas expectativas, ser um local onde o atendimento te deixa satisfeito, tenha um bom café da manhã, esteja tudo funcionando certinho, e seja um bom hotel. Porque se o local onde você se hospedar não te agradar, a viagem toda não vai ter o mesmo gostinho, ele é onde você passará o maior tempo, dormindo, descansando depois de um dia agitado de passeios. Então escolha bem! Nossa dica é o Tarobá Hotel, que fica localizado no centro de Foz do Iguaçu, é um ótimo hotel, por um preço justo, e se encaixa em todos os aspectos que estão descritos aí em cima. Veja o site deles e confira suas diárias e avaliações!

GUIA COMPLETO DE VIAGEM: Veja 7 dicas imperdíveis de passeios e curiosidades sobre Foz do Iguaçu

Gostaram de nossas dicas?

Você é um turista que gosta de saber tudo sobre o destino que irá viajar? Gosta de tirar dúvidas, fazer perguntas e gostaria que tivessem pessoas moradoras do destino e outros viajantes para te dar feedbacks e indicar os melhores locais e dar conselhos valiosos para sua viagem? Pensando exatamente nisso a Combo Iguassu criou um grupo no facebook para auxiliar quem viaja a Foz do Iguaçu e gostaria de mais dicas de turismo, passeios e hospedagem na cidade. Um grupo feito completamente para tirar dúvidas e fazer perguntas relacionadas a esses quesitos aí em cima. Basta procurar no facebook pelo grupo “Dicas de passeios, turismo e hospedagem em Foz do Iguaçu” que aparecerá nosso grupo, ou clicando neste link azul em cima do nome do grupo.

Fonte de informações: Prefeitura de Foz do Iguaçu.

Atendimento pelo Whatsapp