10 curiosidades incríveis sobre o Parque das Aves


Compartilhe este conteúdo com seus amigos

Ninguém aqui precisa dizer o quão incrível é o passeio no Parque das Aves, que cerca de 2 horas lá dentro passam voando e que vai se surpreender com a fauna e flora local, tão bem cuidadas que são pelas pessoas que lá trabalham.

É um passeio obrigatório pra quem vem para uma viagem em Foz do Iguaçu, ainda mais por ele ficar bem de frente com a entrada das Cataratas do Iguaçu, são atrações imperdíveis.

Existem vários fatos sobre Parque das Aves que quem nunca visitou, ou até mesmo quem já o visitou, pode não saber, então listei aqui 10 curiosidades muito legais para saber sobre o Parque das Aves.

Da África para Foz do Iguaçu

A história do Parque das Aves se inicia na África, duvido que você sabia disso. Ela tem inicio com o casal Anna e Dennis Croukamp que se conhecem para trabalharem juntos e acabam se apaixonando, e junto de outro amigo, aceitam embarcar em uma aventura, a concepção do Parque das Aves.

A ideia nasce do amigo do casal, Dr. Alan Abrey, que coloca em pauta a idealização de fazer um Parque dos Crocodilos em Foz do Iguaçu, mas apaixonado por aves, Dennis aprimora a ideia e da início ao Parque das Aves em Foz do Iguaçu.

Passeios internos

10 curiosidades incríveis sobre o Parque das Aves

(Foto: Cedida pelo atrativo - Parque das Aves/ Backstage Experience)

O Parque das Aves não e apenas um atrativo de visitação das aves e outros animais que lá residem, é muito mais do que isso.

O atrativo propõe ao visitante novas experiências em dois novos passeios, o Backstage Experience e o Forest Experiece

BACKSTAGE EXPERIENCE

Tem horários especiais e leva o visitante a conhecer dentro dos bastidores do Parque das aves, o visitante pode alimentar alguns animais, como os flamingos, conhecer a sala dos filhotes e ver como são cuidados, e muito mais.

FOREST EXPERIENCE

Acontece alguns dias da semana em determinados horários. Os visitantes tem um encontro especial realizado pelos Mbya-Guarani, habitantes da aldeia Jacy Porã. Um passeio cheio de cultura e aprendizado.

Papagaio-do-Congo

A primeira ave da família Croukamp foi um Papagaio-do-Congo e ele se chamava Pumuckl, ele faleceu ainda a Namíbia, mas permaneceu na memória da família.

Uma das primeiras aves do Parque foi um casal de Papagaios-do-Congo, e o macho do casal. Chamado Bongo, ainda vive no Parque e seus filhotes se encontram no recinto “o início do parque” no Parque das Aves.

Inauguração

A inauguração do Parque das Aves em Foz do Iguaçu aconteceu em 1994, no dia 07 de outubro, apenas 11 meses após a chegada do casal Anna e Dennis ao Brasil.

Foco na Mata Atlântica

O Parque das Aves está situado dentro de 16 hectares de Mata Atlântica restaurada na qual Dennis escolheu que seria seu Parque. De início foi retirada toda a vegetação invasora e plantadas milhares de árvores e plantas nativas.

Um dos objetivos do projeto é que nenhuma árvore nativa precisasse ser arrancada para a construção do Parque e até hoje é preservada, é lar de centenas de espécies de aves resgatadas por órgãos ambientais.

A Dra. Carmel Croukamp, diretora geral do Parque das Aves desde 2010, filha de Anna e Dennis Croukamp, ficou sabendo do desaparecimento da ave Pararu- Espelho, após isso, ela decidiu focar as ações do Parque na conservação de espécies da Mata Atlântica.

10 curiosidades incríveis sobre o Parque das Aves

(Foto: Cedida pelo atrativo - Parque das Aves)

Sala de filhotes

A sala dos filhotes foi criada em 2009 com a intenção de dar auxilio aos animais que não podem ou não conseguem cuidas dos seus filhotes. Então é recolhido os ovos ou filhotes e cuidam até que possam retornar ao recinto com seus pais e outros habitantes.

Árvore da vida

Logo na chegada do Parque das Aves você pode ver a Árvore da Vida, uma representação de uma árvore da mitologia nórdica, que traz novos aprendizados e moral sobre a ambição do ser humano e a preservação do meio ambiente.

A LENDA

“Em suas andanças pelo mundo, o jovem deus Wotan de depara com a Árvore da Vida. Entre as raízes da árvore nasce a Fonte do Saber. O deus oferece um olho em sacrifício para beber da água e então com sua espada, corta um pedaço do tronco. Com essa madeira ele cria uma lança, na qual entalha as regras do mundo. Com esta lança ele domina o mundo. Mas a árvore ao ser ferida morre e a Fonte do Saber seca. A árvore pega fogo, de espalha e consome toda a Terra. Depois a água inunda tudo, extinguindo homens, gigantes, anões e deusas. As águas descem e a natureza ressurge, porém desta vez sem seres humanos.”

Conservação das espécies

Desde a década de 70, o Mutum-do-Alagoas está extinto na natureza e sua recuperação depende totalmente dos cuidados dos seres humanos que devem facilitar a procriação da espécie para voltar ao seu habitat natural.

Atualmente existem apenas 250 dessas aves no mundo. Em 2015 o Parque das Aves de Foz do Iguaçu recebeu os primeiros 10 casais da espécie e desde então vem tendo muito sucesso na reprodução dessa ave, mais de 20 filhotes já nasceram desde lá.

Não são apenas aves

Embora o Parque leve o nome desse animal tão magnífico, não são apenas aves que estão residindo no Parque.

Existe o viveiro das Sucuris, onde você pode conhecer essa espécie de serpente que é a maior do mundo, um lago onde vive jacarés, tigres d’água e peixes em plena harmonia e até o Kako e a Kátia, um casal muito fofo de saguis-do-tufo-preto em outro viveiro. Uma jibóia também é atração no Parque.

Há dentro do Parque também um belo borboletário, que você pode entrar e ficar o quanto quiser observando as diversas borboletas que lá vivem, ver algumas lagartas e casulos que virão a ser lindas borboletas, fruto de um cuidado especial e criação de John Leggat, amigo de Dennis Croukamp que veio para Foz do Iguaçu em 1994 apenas para isso e permanece na cidade até hoje.

10 curiosidades incríveis sobre o Parque das Aves

(Foto: Cedida pelo atrativo - Parque das Aves)

Viveiros

Os viveiros são feitos para dar o melhor para os animais que lá vivem. Em especial 4 viveiros onde os visitantes podem entrar e conhecer mais de perto algumas aves e borboletas, conhecer seus habitats e ainda ter chance de eles poderem pousar em você.

São eles o Viveiro Floresta, o Viveiro Aves de Rios em Mangues, Viveiro das Araras e o borboletário.

Cada um desses fatos torna o Parque das Aves de Foz do Iguaçu muito mais especial e vai fazer do seu passeio nele muito mais atrativo quando você o visitar da próxima vez.

Para se programar para esse passeio incrível na sua próxima vinda a Foz do Iguaçu pode contar conosco da Combo Iguassu e Hotel Tarobá.

Nós Da Combo Iguassu temos ingressos para entrada de diversos passeios em Foz do Iguaçu, e inúmeros pacotes com um preço muito amigo, que inclui o Parque das Aves. Para transporte até os atrativos também pode contar conosco.

Estamos anexos ao Hotel Tarobá, há uma quadra do Terminal de Transporte Urbano e do Zoológico Bosque Guarani. O Hotel Tarobá conta com uma ótima localização, no Centro da cidade, e serviços excelentes, com algumas área que facilitam a vida de quem decide se hospedar neste hotel, como nós da Combo com ingressos e transporte para os atrativos da Tríplice Fronteira, uma casa de câmbio na entrada para melhorar suas comprar nos países vizinhos e muito mais.

Espero que tenham gostado das curiosidades aqui selecionadas. Para receber mais textos como esse, dicas de viagem e compartilhar sua experiência com ouros turistas, não se esqueça de participar do nosso grupo no Facebook, vá na aba de procura do seu facebook e digite “dicas de passeios, turismo e hospedagem em Foz do Iguaçu”, prontinho, logo te incluiremos no grupo. Tenha uma ótima viagem a Foz do Iguaçu, até mais.

Atendimento pelo Whatsapp