07 dicas para PNE que deseja viajar com mais conforto e sem se preocupar


Compartilhe este conteúdo com seus amigos

Viajar é ótimo, quem não adora? Ter a chance de, por uns dias, sair da rotina, viver uma vida diferente, conhecer novos lugares, novas pesoas...

E , as vezes, até entrar numa roubada. Ja aconteceu com você de chegar aquele restaurantezinho "superbacana" que um amigo indicou e descobrir que ele estava fechado?

Po chegar carregado de malas no hotel que recomendaram, e só entao fica sabendo que não havia quartos disponiveis, pois a cidade estava lotada?

Se vocÊ ja passou por isso, sabe: A unica dforma de ivitar o estresse é PLANEJAR.

Separamos 7 dicas importantissimas para portadores de necessidades viajar com segurança.

Image

1°Ao ligar para fazer a reserva no hotel ou pousada, pergunte sobre o apartamento adaptado.Pergunte? Não, entreviste o recepcionista.

Mesmo que ele diga que o hotel tem, sim, quarto adaptado, e que as adaptações estão todas dentro das normas, comprove.

Insista: qual é a largura do batente da porta? o banheiro tem barra de apoio? chuveiro ou banheira? com blindex ou cortina? ha rampas de acesso?

Se ele parecer hesitante, peça eduacadamente para falar com o gerente.

Assim não corre o risco de chegar lá e descobrir, por exemplo, que sua cadeira de rodas nem passa na porta.

2°Caso você utilize cadeira de rodas, é importante lembrar de levar as ferramentas para montagem e desmontagem, pneus e câmeras sobressalentes, e uma almofada extra.

Porque encontrar um estabelecimento especializado em consertos desse tipo numa cidade que não é a sua pode se revelar uma verdadeira odisseia.

Além do quê, em caso de necessidade não perderá tempo procurando, quando poderia estar na praia, visitando o museu ou bebericando com os amigos.

3°Se vai praticar algum tipo de esporte de aventura, atenção!

Verifique se há restrições para pessoas com deficiencia, quais os equipamentos adequados para a prática do esporte e pesquise com os profissionais reponsáveis s eles costumam realizar a atividade com pessoas com deficiência, e quais os riscos.

E lembre-se: Esportes radicais nunca são totalemtne seguros - mesmo para praticantes experientes.

4°Em parques e atrações turisticas, lembre-se de verificar sempre os horarios de funcionamento (sim, há quem dê com a cara no portão fechado) e se oferecem atendimento especializado a pessoas com deficiência.

Ao reservar o seu voo, avise desde então sobre a sua deficiência.

Pergunte sobre o transporte de cadeira de rodas, sem tem dificiencia física, ou de seu cão-guia, se visual.

E procure escolher voos diretos, sem escalas.

Assim você evita deslocamentos como quando é preciso trocar de aeronave para prosseguir a viagem.

6°Bengalas, muletas e andadores devem ser transportados na cabine de passageiros, assim como o cão-guia, que viajará aos pés do dono.

Cadeiras de rodas devem ser despachadas - gratuitamente -, e são consideradas como bagagem prioritária.

7°Fale com o veterinário: pessoas cegas viajando na companhia de cão-guia devem apresentar carteira de vacinação atualizada do animal, com comprovação de vacina múltipla, antirrábica e tratamento anti-helmíntico.

A Combo Iguassu fornece acessibilidade para os passeios. Contate-nos.

Atendimento pelo Whatsapp