Onça-pintada Nena, de MT, chega ao Refúgio Biológico de Itaipu

Consultar

Depois de 14 anos, o programa de reprodução de onças-pintadas do Refúgio Biológico Bela Vista (RBV) de Itaipu tem grandes esperanças de sucesso. A nova aposta é Nena, uma onça-preta fêmea, procedente da divisa do Mato Grosso e Goiás, que foi doada à unidade de conservação pelo Criadouro Científico Instituto Onça-Pintada (GO) há cerca de um mês. 

Em idade fértil, a nova integrante do plantel de Itaipu vem sendo gradativamente introduzida no recinto da onça-pintada macho Valente, antigo morador do Zoológico Roberto Ribas Lange, no RBV, para se acostumarem um ao outro. Nesta quinta-feira (8), eles tiveram o terceiro encontro. E o clima foi de paquera. Embora uma seja preta e outra pintada, a diferença é só uma questão de pigmentação de cor em função da quantidade de melanina. Elas são da mesma espécie (Panthera onca).

Se der certo a aproximação, a expectativa é de que, em menos de um ano, o refúgio ganhe os primeiros filhotes do único casal da espécie da Bacia do Rio Paraná mantido em cativeiro, em todo o Brasil. A maioria dos casais atualmente em cativeiro tem como origem a Amazônia.

%imagem-1%


Refúgio

O Refúgio Biológico Bela Vista está Instalado em uma área de 1.908 hectares na margem brasileira da usina, em Foz do Iguaçu (PR). O espaço reúne hoje a maior diversidade de espécies da flora e da fauna regional, muitas delas ameaçadas de extinção. O plantel de Itaipu conta com mais de 380 animais. O local é aberto à visitação. Moradores de Foz do Iguaçu, dos municípios lindeiros ao Lago Itaipu e da região das três fronteiras não pagam para conhecer o atrativo.

A visita pode ser feita de terça-feira a domingo, em seis horários: 8h30, 9h30, 10h30, 13h30, 14h30 e 15h30. A duração do passeio é de aproximadamente duas horas e meia.

%imagem-2%

fonte: www.itaipu.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *