, Gramadão ganha arena de beach soccer e se consolida como centro esportivo de Foz, Passeios em Foz do Iguaçu | Combos em Foz com desconto

Gramadão ganha arena de beach soccer e se consolida como centro esportivo de Foz

Consultar

O Gramadão de Itaipu, na Vila A, já está acostumado a receber eventos esportivos e culturais. Até o próximo final de semana, o local ganhará uma nova estrutura, uma arena de beach soccer (futebol de praia), que começou a ser construída nesta segunda-feira (16) e deve estar pronta em cinco dias. O espaço vai receber a 1º Copa Foz do Iguaçu de Beach Soccer, um jogo amistoso entre as seleções brasileira e paraguaia, e ficará no local de forma permanente para prática de várias modalidades. A construção é financiada pela Itaipu Binacional e parceiros.

De acordo com o superintendente de Comunicação Social da Itaipu, Gilmar Piolla, a estrutura será usada, entre 20 de janeiro e 2 de fevereiro, para a seleção brasileira de beach soccer se preparar para as eliminatórias da Copa do Mundo, no Paraguai. “Vamos montar uma arena exclusiva para os treinos e o jogo amistoso”, diz Piolla. “Como legado, a quadra de areia ficará permanente no Gramadão e vai atender, além do beach soccer, as seguintes modalidades esportivas: futvôlei, vôlei de praia, beach tennis, handebol, slackline, badminton, peteca e outras atividades”.

Além da seleção brasileira, 18 equipes de Foz do Iguaçu vão se enfrentar na Copa de Beach Soccer, entre 23 e 28 de fevereiro. Após os eventos, o local será a sede da 1ª escolinha de beach soccer de Foz do Iguaçu, com a chancela da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Todos os eventos serão abertos para o público.

%imagem-1%

O campo

Desde a tarde de segunda-feira, retroescavadeiras, pás carregadeiras, caçambas e caminhões fazem parte do cenário do Gramadão. Eles abriram um retângulo de 41 x 30 metros, onde ficará o futuro campo poliesportivo. No local, serão despejados 200 metros cúbicos de pedra brita e 500 metros cúbicos de areia.

A obra é coordenada pela Divisão de Infraestrutura e Manutenção, da Itaipu Binacional. De acordo com o engenheiro responsável pelo contrato, Kléber da Silva, a parte mais complicada foi vencer o 1,70 metro de desnível do terreno. Após a retirada da grama e terraplanagem, serão implantados tubos que servirão para drenagem do futuro campo levando a água da chuva para as galerias fluviais e evitando que surjam poças na areia em dias de chuva. Sobre os tubos, será colocada uma manta, que vai segurar a areia. Em seguida, vem uma camada de brita e, finalmente, a areia. As camadas são confinadas em uma parede de tijolos, que mantém a estrutura do campo.

Para os eventos esportivos de inauguração da quadra, serão instalados quatros refletores e uma arquibancada móvel para 2.000 pessoas. No futuro, planeja-se instalar uma arquibancada fixa nos moldes do Eco estádio, em Curitiba, que aproveita o desnível do terreno aplicando apenas os assentos das cadeiras feitos em material reciclado.

%imagem-2%

Clique aqui e faça uma simulação de diárias:

Ligue: +55 (45) 3028-0800

WhatsApp: +55 (45) 9915 3960

[email protected]