, Governo do Estado elege Foz como destino internacional, Passeios em Foz do Iguaçu | Combos em Foz com desconto

Governo do Estado elege Foz como destino internacional

Consultar

O Governo do Estado escolheu Foz do Iguaçu como uma das três cidades a receber incentivo no fomento ao turismo. Até o mês de julho, a Secretaria Municipal de Turismo deve receber o projeto de ações que serão implementadas, na condição de destino internacional, com o objetivo de trazer cada vez mais visitantes para a região e aumentar a participação de Foz em eventos fora do país.

A escolha aconteceu durante a reunião do Conselho Estadual do Turismo, realizada em Curitiba, com representantes de várias cidades do Paraná. O secretário municipal de Turismo, Lourenço Kurten, esteve presente e destacou que esse título é muito importante para Foz do Iguaçu.

“Foz não recebia nenhum incentivo do Estado na questão do turismo. O município sempre esteve à frente na tomada de decisões e no desenvolvimento de projetos. Participamos mais ativamente da divulgação de Foz na Europa, EUA e América Latina. A partir desse incentivo poderemos estender nossa participação em eventos internacionais com a vinda de recursos do Estado”, destacou Kurten.

O Estado elegeu três destinos indutores como principais geradores de turismo: Foz do Iguaçu, como destino internacional, Curitiba, como cidade inteligente e Paranaguá, pela Ilha do Mel. O conjunto de propostas e ações do Estado para Foz do Iguaçu também inclui o fomento da regionalização do turismo.

Foz do Iguaçu ocupa o terceiro lugar no ranking das cidades brasileiras mais visitadas como Lazer e está em 6º lugar na categoria Eventos, procurada para sediar congressos nacionais e internacionais. Em 2016, recebeu uma média de 1 milhão e 600 mil turistas.

“Observamos que mesmo com a recessão na economia brasileira no ano passado, em janeiro de 2017, Foz superou as expectativas de público, e fomos muito procurados por estrangeiros. Enquanto que em janeiro de 2016 praticamente 70% dos turistas eram brasileiros, em janeiro deste ano quase 50% foram estrangeiros, o que significa que estamos divulgando bem nossos pontos turísticos lá fora e devemos fomentar isso muito mais a partir de agora”, ressalta o secretário.