Assinada licença para a segunda ponte entre Paraguai e Brasil.

Consultar

A licença de instalação da segunda ponte Brasil-Paraguai, localizada na BR 277, sobre o Rio Paraná, que ligará Foz do Iguaçu (PR) a Presidente Franco, no país vizinho, foi assinada pela Presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Suely Araújo.

A liberação da ponte era aguardada desde 2014.

A segunda ponte rodoviária internacional entre os países vai desafogar o trânsito na Ponte da Amizade, também localizada sobre o rio Paraná, avançar no tema da integração física com o Paraguai, ampliará a conexão do Cone Sul com o resto da América do Sul e com as regiões mais dinâmicas da economia mundial, além de impulsionar o movimento da economia e o turismo.

%imagem-1%


Tratativas

O Brasil e o Paraguai assinaram no dia 8 de junho de 2016 um acordo para a construção da segunda ponte rodoviária internacional entre os países. Os custos de elaboração de estudos, projetos e construção da ponte devem ser compartilhados igualmente. O documento foi firmado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), do lado brasileiro, e pelo Ministério de Obras Públicas e Comunicações, pelo paraguaio.

A ponte estaiada terá 760 metros de extensão e 19 de largura, e serão duas pistas pavimentadas com concreto betuminoso de espessura de sete centímetros. A ponte ficará entre as cidades de Presidente Franco, no Paraguai, e Foz do Iguaçu, na região do Marco das Três Fronteiras. Também será construído um acesso viário de 15 km entre a nova ponte e a BR- 277.

Segundo o ministro interino de Relações Exteriores do Brasil, José Serra, a construção da ponte tornará viável a ligação rodoviária entre os portos de Santos, no Brasil, e os de Iquique e Antofagasta, no Chile. “Avançar no tema da integração física com o Paraguai ajudará a integração entre nossos países, mas também ampliará a conexão do Cone Sul com o resto da América do Sul e com as regiões mais dinâmicas da economia mundial”, afirmou.

O contrato para a execução da ponte foi firmado com o Consórcio Construbase – Cidade – Paulitec, em agosto de 2014. O acordo foi feito por meio do Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC), na modalidade contratação integrada. Isso significa que o consórcio está responsável pela execução dos projetos básico, executivo e de obra. Até agora, nenhum projeto foi aceito integralmente pelo DNIT.

Conheça nosso site e pesquise os melhores preços antes de ir as compras no Paraguai


Vá as compras com segurança. Reserve seu transporte para o Paraguai.

A Combo Iguassu te leva para conhecer esta e muitas outras maravilhas! Conheça os melhores passeios em Foz do Iguaçu com uma das mais conceituadas agência de turismo em Foz.

Confira o site da da Agência Combo Iguassu 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *