90 Novos animais ampliam a bioversidade do Refúgio Biológico de Itaipu.

Consultar

A chegada recente de mais de 90 animais, entre eles, espécies ameaçadas de extinção, ampliou a biodiversidade no Refúgio Biológico Bela Vista (RBV), da Itaipu, em Foz do Iguaçu (PR).

 

No fim de outubro, o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), de São José dos Pinhais (PR), repassou 80 animais ao RBV, que recebe novos moradores quase que diariamente.

 

Os animais são sempre trazidos por instituições que recebem animais resgatados, como a Polícia Ambiental ou o Ibama. Geralmente, são indivíduos encontrados em situação de vulnerabilidade (doentes, filhotes sem a proteção dos pais, passíveis da ação de caçadores, idosos ou sem condições de viverem sozinhos na natureza) ou por serem vítimas de tráfico, atropelamento e maus tratos.

 
%imagem-1%

Da lista recebida, há espécies inscritas no Livro Vermelho da Fauna Ameaçada no Estado do Paraná, como o macaco bugio-ruivo (Alouatta guariba), o papagaio-de-peito-roxo (Amazona vinacea), o gavião-pega-macaco (Spizaetus tyrannus) e a paca (Cuniculus paca).

 

Entre os recém-chegados, alguns animais também são inéditos no RBV, como o próprio gavião-pega-macaco ou duas espécies de coruja – murucututu-de-barriga-amarela (Pulsatrix koeniswaldiana) e mocho-diabo (Asio stygius).

 

Há, ainda, filhotes de tatus (Dasypus novemcinctus), de tapiti (Sylvilagus brasiliensis) e de lontra (Lutra longicaudis), além de um ouriço-caixeiro Sphiggurus spinosus) ferido. Depois da chegada, todos passam pelo ambulatório médico do Refúgio para avaliação das condições de saúde. Passado o prazo de quarentena, parte fica no criadouro científico, enquanto outros vão para os recintos de exposição.

 
%imagem-2%

Sobre o RBV

Hoje, o Refúgio Biológico Bela Vista conta com 420 animais, de 70 espécies. São 22 espécies de mamíferos, 41 uma de aves, seis de répteis e uma de anfíbio. Mas este número pode variar. A exemplo do Cetas, o Refúgio também cede animais para outros criadouros e zoológicos, conforme a necessidade das instituições.

 

Instalado em uma área de preservação permanente da Itaipu, de 1.908 hectares, ele comporta o Zoológico Roberto Ribas Lange e detém um Hospital Veterinário com trabalhos de referência no País e exterior. A reprodução da harpia (Harpia harpyja) realizada pela equipe do RBV é considerada hoje o maior Programa de Conservação em Cativeiro da espécie em atividade e um dos mais bem-sucedidos do mundo.

 
%imagem-3%

Além do manejo da fauna, o RBV é um dos atrativos turísticos da usina de Itaipu. A visitação pode ser feita de terça-feira a domingo, em seis horários: 8h30, 9h30, 10h30, 13h30, 14h30 e 15h30. A duração do passeio é de aproximadamente duas horas e meia.

Venha conhecer e hospede-se no Mirante Hotel, sua melhor opção de Hotel em Foz do Iguaçu.

www.hotelmirantefoz.com.br

Ligue: +55 (45) 3028-0800

WhatsApp: +55 (45) 9915 3960

E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *