Conheça as ruínas das missões jesuíticas no Paraguai

Conheça as ruínas das missões jesuíticas no Paraguai

 

La Santísima Trinidad de Paraná é o nome de uma antiga redução jesuita no Paraguai, perto de Encarnación. Ela fica a 180 quilômetros de Foz do Iguaçu, e  a 32 quilômetros de Encarnación. Esta foi uma das últimas reduções a serem construídas na área do rio Paraná. Foi originalmente construída em 1706. A influência do declínio dos jesuitas na área fez com que esta fosse abandonada — juntamente com o resto das reduções, que ficaram em ruínas. Atualmente as ruínas estão bem preservadas e foram declaradas Património Mundial da Unesco em 1993 em conjunto com a redução de Jesús de Tavarangue.

La Santíssima Trinidad tem uma área de edificações com 117 hectares, uma das últimas reduções a ser construída no atual Paraguai, com índios oriundos da redução de San Carlos, na Província do Tape, atual Rio Grande do Sul.

Os índios somente começaram a deixar a área no início do século XIX e, mesmo assim, não para muito longe. Em Colonio Pastoreo, a cerca de 70 quilômetros de Trinidad, ainda se encontram famílias de descendentes dos guaranis missioneiros.

Conheça um pouco dessas ruínas:

RUÍNAS JESUÍTICAS

San Ignácio Guazú

Localizada no Departamento de Missiones, é o mais antigo dos povos fundados pelos jesuítas, em 1609. Uma antiga casa hoje abriga um museu onde são exibidas peças que integram uma das mais finas coleções da arte indígena do período jesuítico. Representa a primeira Missão Jesuítica do Paraguai.

Distante 226 km de Asunción, 144 km de Encarnación e 66 km de Vila Florida.

Santa Maria de Fé

Fundada em 1647 pelo Padre Emmanuel Berthod, situa-se a 10 km de San Ignácio Guazú. Mesmo com sua destruição, felizmente, inúmeras imagens foram salvas e hoje podem ser admiradas na atual igreja e no museu instalado em uma das casas de índios. Seus artesanatos destacam-se na confecção de tapetes e fabricação de deliciosos doces.

Santa Rosa

Fundada em 1698, está localizada a 248 km de Asunción, 122 km de Encarnación e 23 km de San Ignácio Guazú. Conta com um Museu, Capela “Nuestra Sra. de Loreto”, e forma o mais atraente campanário, que ainda hoje segue prestando serviços. Esta igreja era a mais ornamentada de todas as missões. A praça de Santa Rosa segue sendo um ponto vital na vida do povo. Também se pode visitar o Balneário sobre o rio Sanguri e a colina Itá Morotí. 

Santiago

Anteriormente denominada San Ignácio de Caaguazú, foi fundada em 1669. Conta com um museu, réplica de San Ignácio Guazú. Está situada ao lado esquerdo da Ruta 1 (17 km de distância) e a 32 km de San Ignácio.

Da antiga redução restou muito pouco, porém, é possível ver as formações de algumas casas da época de seus povos antigos. Possui um museu finíssimo, testemunho das artes nas missões. As estátuas se sobressaem e estão presentes os temas jesuíticos.

San Cosme y Damián

Localizam-se a 39 km do desvio da Ruta 1 (km 310) para a direita, a 341 km de Asunción e a 66 km de Encarnación. Têm importantes construções que ainda hoje sobrevivem e que há alguns anos prestam serviços à comunidade.

Essas reduções, fundadas em 1632, são famosas por seus estudos e experimentos realizados principalmente no campo da astronomia.

Santíssima Trinidad del Paraná

Considerada Patrimônio da Humanidade, está situada a poucos metros da Ruta 6, na altura do km 28 e a 380 km de Foz do Iguaçu. A localização é estratégica e permite a visualização de todo o seu entorno. Conta com um museu, igreja com altar jesuítico, casa de índios e praças; também conta com o primeiro monastério do Paraguai e numerosas estâncias. Em suas terras realiza-se a popular Festa da Tradição Missioneira, que atrai visitantes de todo o país.

Jesús de Tavarangue

Situada a 12 km de Trinidad, foi fundada em 1685. Para chegar às ruínas é necessário utilizar o ramal da Ruta 06, na altura do km 29. As ruínas encontram-se mais adiante de uma pequena comunidade rural assentada em meio a uma rica vegetação. O povo missionário de Jesús é chamado “Peregrino” devido às migrações sofridas.

É considerada Patrimônio da Humanidade. À margem do rio Monday, encontra-se uma enorme estrutura de pedra, de uns 60 metros de largura, restos de um templo com três naves que nunca chegou a fechar. As três portas de acesso ao templo são excepcionalmente impressionantes.

Comentários (1)